A briga pela música

Por Andréa Hiranaka

Aqui começo os meus posts no Palpitando! Como no Music Pills, ainda falo de música por aqui, mas com uma proposta diferente. Lá continuo falando de bandas, shows, notícias e claro com as minhas indicações. Aqui minha idéia é criticar, sugerir, reclamar, elogiar e palpitar sobre o que anda rolando.

Bom, comecemos com a triste retirada do ar do Muxtape e com ele toda a minha alegria de montar mixtapes. Para quem não teve tempo de conhecê-lo, ele era um site lançado em março de 2008 que permitia os seus usuários montarem suas listas de MP3. Era só selecionar 12 faixas, upar as músicas e partilhar a com os amigos. Enjoou? Era só começar tudo de novo, uma beleza!

Eis que surge a Recording Industry Association of America (RIAA), o grupo que representa as gravadoras americanas, e acaba com a nossa alegria com todo esse papo de direitos autorais. O negócio é que um projeto como o Muxtape fere a sua missão de “fomentar um clima empresarial e jurídico que dá suporte à vitalidade criativa e financeira de seus membros”. It´s all about the money, baby. (Abre parênteses. Eles tem um paper de 2007 em PDF no site chamado “The CD: A Better Value Than Ever”. Sem mais. Fecha Parênteses).

O próprio Muxtape diz que nenhum artista ou selo reclamou do seu serviço e trata esse assunto como sendo temporário. Na justiça, vão argumentar que não oferecem material protegido por copyright, apenas permitem que os usuários armazenem algumas faixas online.

Enfim, o negócio é: quando a indústria fonográfica vai aprender que esses projetos podem ser oportunidade de negócio? Eles permitem uma distribuição e uma capilarização muito maior do que eles mesmos podem fazer, com todo o poder da indicação e do boca-a-boca, vantagem principalmente para as bandas pequenas e desconhecidas que poderão achar os seus canais e, por consequência, os seus públicos mundo afora. O fato é que não vão mais ganhar dinheiro no modelo tradicional, está na hora de pensar em novos formatos e perseguir e fechar os novos projetos não vão ser o caminho.

Agora a nova onda é o Blip.fm, uma mistura de música e microblogging que já anda se espalhando bem principalmente na blogosfera. Tô achando ótimo, porque virou uma rádio pessoal feita por mim e pelos amigos (aliás, meu blip tá aqui ó).

Vamos ver até quando dura.

Anúncios

12 Comentários

Arquivado em Música

12 Respostas para “A briga pela música

  1. Déia,

    concordo demais com você. Esses executivos só enxergam lucro nessa venda de CDs (que, aliás, só rende pra eles mesmos, quase nada pros artistas!).

    Novas mídias e outros potenciais mercados (e nossa gigantesca capacidade de boca-a-boca) são simplesmente ignorados…

  2. e o lucro gerado pelos shows? não compensa? pq qto mais gente conhece, mais gente vai nos shows, certo?

  3. É muito mais fácil cortar coisas novas do que pensar em bons motivos pras pessoas comprarem um CD. Ao invés de aproveitar essa “crise” pra repensar o CD, eles ficam com essas lutas (inúteis).

  4. Bazán

    e sites como last fm e musicovery??? o que acham???

  5. Andrea Hiranaka

    Sou fã da Last.fm! Acho que ainda tem o que melhorar em navegabilidade, mas acho que é uma das grandes referências de música.

    Acho o máximo poder scroblar (?!) suas músicas. Acabei conhecendo muita banda só fuçando outras similares.

    Minha “pulga” é o MySpace, altamente adotado, mas acho que ele ainda precisa resolver se é rede social ou se é plataforma de divulgação de música.

  6. Esse papo de rentabilidade das gravadoras com shows ao invés de CDs é da época do Napster. E me assusta como isso não evoluiu ainda! E o compratilhamento de música pela rede só aumentando…

  7. Concordo totalmente. Além de prejudicar artistas que não conseguem assinar contratos com as grandes gravadoras, idiotamente estão perdendo dinheiro.
    Fico triste toda vez que uma ferramenta/site sai do ar por causa disso e tomara que um dia não aconteça mais.
    E por falar em Blip, que ele dure muito ainda!

  8. O blip tá cheio de problemas ainda, né? Ainda não supera Last.fm pra mim.

  9. Pingback: Music Pills Muxtape 3 « Music Pills

  10. Pingback: My Mixtape - Eletro « Music Pills

  11. Pingback: My Muxtape - Girlie « Music Pills

  12. Pingback: Music Pills » Blog Archive » A briga pela música

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s