Arquivo da tag: 2008

Os melhores de 2008

Chegam as festas e com elas as intermináveis listas de melhores do ano. Clichê, mas que todo mundo adora. Cá estou pra fazer minha lista de melhores álbuns do ano. Na verdade, vou me aproveitar da pesquisa que o The Hype Machine está fazendo com os blogueiros de música e posto o meu ranking aqui também.

Quais os meus critérios de escolha? Nem artista revelação, nem inovação, nem produção, meu critério foi totalmente pessoal. A única coisa que posso afirmar é que meu gosto anda bem dançante. Eis meus 10 melhores álbuns do ano:

figura1

Minha lista postada lá no Hypem.

Por quê?

  1. Cut Copy – New 80’s. Dá uma energia só de ouvir (imagina ao vivo que delícia deve ser). ‘Feel The Love’, ‘Lights And Music’, ‘Hearts On Fire’, difícil escolher o tune favorito.
  2. Calvin Harris – Se o critério de escolha fosse freqüêcia de execuções no ITunes, talvez ele fosse o primeiro. Um dos caras que mais esperava ver no ano e acabou furando no Planeta Terra, mas tudo bem, ainda tem um espacinho no meu <3.
  3. Ladyhawke – Lançado só no final do ano, mas ganhou um posto lá em cima. Voz linda da. Boas músicas in natura e remixes ótimos rolando por aí.
  4. Girl Talk – Tá lá em cima na minha lista de artistas mais ouvidos no Last.fm. Simplesmente retardado e genial.
  5. MGMT – Talvez a banda hype do ano e Kids tem tudo pra ser a música do ano. Show gostosíssimo no Tim Festival.
  6. The Ting Tings – Ouço o cd de cabo a rabo, de frente, de lado, de costas. A voz da XX e dançante na medida certa.
  7. Kaiser Chiefs – Apesar de músicas muito boas no primeiro álbum, nunca achei que ia sair algo de bom depois de Ruby, Ruby, Ruby, Ruby. Eles me ganharam muito no Planeta Terra. Never Miss a Beat é a minha música desse álbum.
  8. Santogold – Na verdade, M.I.A. foi o bem mais ouvida que Santogold, mas ela tb é fantastiqué. AMO a voz dessa mulher.
  9. N.E.R.D. – All the girls standing in the line for the bathroom. O mais mainstream da lista toda. Sou mega suspeita pra falar de Pharrell, desde a época do Neptunes.

Depois pensando bem, mudaria algumas coisas. Uns álbuns subiriram, outros cairiam, e outros entrariam no ranking, como do Crystal Castles que mancadamente deixei pra trás.

Sei que tem gente que vai discordar de mim, sempre (SEMPRE!) tem. Ótimo! Tô pronta pra ouvir os argumentos e novas indicações!

Comentem aí!

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Música